• Patrícia Candoso

Fome... desejos... ansiedade...


Não estou sempre com fome! Às vezes eu durmo... Desejos? Hummm não sei se tive, mas por vezes senti uma vontade incontrolável de comer os bolos todos que via na vitrina das pastelarias. 

Ao longo das semanas e com o aproximar da HORA, penso que o que mais me tem provocado fome é mesmo a ansiedade! Que não se consegue controlar. 

A contagem decrescente já só tem um dígito... será hoje? Amanhã? Passará da data prevista? E nisto... lá vai mais um pastel de nata ou um croissant de chocolate! 

Esta semana foram várias as mamãs que partilharam no meu instagram e facebook os seus desejos de gravidez, uns mais normais do que outros:

Laranjas, morangos, queijo brie, camarão, arroz de marisco, francesinhas, claras em castelo... eu acho que no meu caso, e por não ser imune à toxoplasmose, o que mais me atraía era mesmo aquilo que não podia comer!

Ao longo da gravidez tentei ao máximo controlar o meu peso, até porque o meu médico, que adoro e já me acompanha há anos, é muito exigente com isso. Quando soube que estava grávida pesava 51,5 kg mais ou menos, neste momento já a caminhar para as 40 semanas, estou com 62 kg. Mas confesso que fiz algumas (bastantes) asneiras alimentares! Mas também quem consegue resistir! Em setembro estive 15 dias em Nova Iorque e... comi de tudo! Depois veio dezembro... aniversários de família, Natal, passagem do ano... Janeiro ainda não terminou e a ansiedade não me deixa resistir aos doces! 

Por isso, até me sinto uma sortuda por não estar a rebolar...

Trabalhei durante toda a gravidez cheia de energia! Claro está que o fôlego para cantar já não é o mesmo e cansava-me mais depressa do que os meus colegas no teatro. 

Cada gravidez é mesmo única e cada corpo reage de formas diferentes. Sinto-me mesmo abençoada por, até ao momento, ter tido uma gravidez calma, tranquila, sem enjoos, sem problemas e sempre saudável.

#Gravidez #gravideznãoédoença #Desejos #bolo #9meses #ansiedade

332 visualizações

visitantes

Fica a par de todas as novidades

© 2017 Quero a minha mãe. Proudly created with Wix.com