© 2017 Quero a minha mãe. Proudly created with Wix.com

Fica a par de todas as novidades

visitantes

Ser Pai

February 4, 2018

 

 

Faz hoje 3 dias que a nossa princesa nasceu. Dia 1 de Fevereiro de 2018 às 12h44. E foi inexplicável o amor que me invadiu o coração ao vê-la pela primeira vez, com os olhos bem abertos a observar tudo ao seu redor.

 

Hei-de partilhar em breve a minha experiência deste parto que foi difícil... Mas não hoje! Hoje quero partilhar convosco o que é ser pai.

 

Sempre ouvi comentários de mulheres mais velhas ou mais experientes sobre a importância de escolher um companheiro que pareça ser bom pai. Mas sempre achei isso um pouco parvo, como saberemos se aquela pessoa será um bom pai ou não? Até podemos achar que será e acertarmos, como podemos errar redondamente... o ser humano é imprevisível. 

 

Não escolhi o Marco por isso, tal como ele não me escolheu por isso também... os nossos olhares cruzaram-se e escolheram-se. Ao longo de cinco anos e meio sempre pensei que ele seria um excelente pai. E o que é ser um excelente pai? Claro que tenho como referência o meu pai, sempre presente, super dedicado, não só às filhas como à mulher, para mim, um bom exemplo como educador.

 

Vivi, durante 40 semanas, o sentimento de ser mãe a nascer, crescer e a tornar-se neste amor gigante que atingiu uma dimensão inexplicável quando a Maria Clara nasceu. Por mais que se divida isso com o pai, é tão diferente vivê-lo, sentir a bebé mexer, soluçar, ver a barriga crescer... é um facto, a gravidez é vivida de forma mais intensa pela mãe.

 

Quando ela nasceu toda aquela ansiedade e expectativa deram lugar a um profundo sentimento do que é na realidade ser mãe. 

 

Infelizmente quase nada correu como eu e o Marco tínhamos planeado e ele não pode assistir ao nascimento. E a primeira vez que nos voltámos a ver eu já estava no recobro e ele chegou com a nossa princesa nos braços e com aquela cara de pai... que eu não sei explicar... mas não era a mesma cara de antes.

 

Para mim ser pai é tão importante como ser mãe, pode não carregar na barriga durante nove meses aquele ser maravilhoso, pode não ter dores de parto e tudo o resto, mas, no meu caso, o Marco acompanhou-me e esteve ao meu lado sempre, durante a gravidez, durante todo o processo de trabalho de parto, tem sido fundamental e incansável nestes dias de recuperação. Já mudou fraldas, deu banho... mas para mim o mais importante na forma dele ser o pai da Maria Clara é o cuidado e preocupação com a mãe dela... eu! Estamos completamente apaixonados pela nossa família. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Autora de Quero a Minha Mãe, um blog dedicado ao universo complexo das mãe. 

FEATURED POSTS

November 4, 2019

September 16, 2019

Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon